Há ‘bolsonaretes’ nos Estados Unidos também

bazarA festa protagonizada pelos porto-alegrenses no Aeroporto Salgado Filho para recepcionar Jair Bolsonaro talvez só tenha sido vista igualmente quando torcidas organizadas de times de futebol vão festejar alguma contratação de peso. É assim que agem os ‘Bolsonaretes’, como se fossem torcida organizada (inclui-se aí também a violência!). Sinceramente, me faz mal o fato de um deputado declaradamente homófobico e a favor da tortura ser tratado como ‘mito’ por meus conterrâneos. Mas a cada vez que externo minha preocupação com esta mitificação do ogro, sou taxado de ‘petralha’. De uns tempos para cá é assim no Brasil: defender os direitos humanos virou coisa de ‘esquerdopata’. Provável candidato à presidência da República – e potencial candidato à vitória -, Bolsonaro não está sozinho no mundo. Diria eu que ele é apenas mais um representante da onda de trogloditas políticos que tomará conta do planeta nos próximos anos.

Percebi que Bolsonaro é uma réplica quando li a postagem de um ‘amigo de Facebook’ americano exaltando a figura de Donald Trump, pré-candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano. Assim como o ex-militar brasileiro, Trump prega um discurso contrário à aceitação dos gays na sociedade; quer coibir ainda mais a entrada de estrangeiros no país (quer construir um muro na fronteira contra o México e banir muçulmanos temporariamente do território); defende a livre venda de armas (neste caso, para que o ‘cidadão de bem’ reaja a ataques terroristas); e chegou a dizer que o aquecimento global é uma invenção da mídia. Ainda ataca constantemente a figura do atual mandatário americano, Barack Obama, incluindo um boato de que ele é nascido no Quênia e, por isso, deveria ser inelegível. Praticamente um #Trumpmito! Não sei se fico aliviado por perceber que não temos acéfalos políticos somente no Brasil, ou se temo por um levante insano na maior potência mundial. Acho que a segunda opção é mais segura.

Acontece que, no caso de Trump, a brincadeira é um pouco mais séria. Estamos falando de um magnata bilionário, que ganhou status de celebridade graças a um reality show em que humilhava empregados e os demitia no ar. O nome do seriado era ‘The Apprentice’. Reconheceu? Seria como ter o ricaço brasileiro Roberto Justus, apresentador de ‘O Aprendiz’, como candidato à presidência do Brasil – só que com os pensamentos reacionários de Bolsonaro. Logo, é preciso ter noção do grau de insanidade a que estamos chegando no mundo. Assim como para nós Donald Trump parece ser uma piada de mau gosto, imagino o que pensam os outros países em relação a Jair Bolsonaro. Se tu és um dos insatisfeitos com o PT, não precisas votar na Dilma ou Lula. Compactuo de quase nada da ideologia liberal, mas penso que é possível achar políticos mais sensatos entre a direita. Não? Afinal de contas, Bolsonaro é praticamente uma reencarnação de Éneas Carneiro. Já começo a morrer de saudades de Fernando Henrique Cardoso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s