Meu roteiro em Paris: DIA 4 – ARCO DO TRIUNFO, TORRE EIFFEL E MUSEUS

12825219_1059789384084080_1116641446_n
Arco do Triunfo

Pensou Paris, pensou Torre Eiffel e Arco do Triunfo, certo? Pois é, hoje foi a vez de conhecê-los. Começando pelo Arco do Triunfo, tivemos de dar uma caminhada um pouco maior (não tanto, coisa de 10 minutos) para pegar um metrô que nos deixasse na frente do monumento. No caminho, nos deparamos com a Arena de Lutèce. Um dos resquícios da civilização romana pela capital francesa. Nada de espetacular, mas extremamente histórico. No mesmo lugar, pegamos o metrô. Descemos em frente ao Arco do Triunfo. Certamente por influência dos últimos atentados, o lugar é ocupado por militares fortemente armados. Não há como negar o clima um pouco tenso, mas o cenário é deslumbrante. Depois de ver vídeos de Charles de Gaulle desfilando por baixo do arco, triunfante após a 2ª Guerra Mundial, nada mais revigorante do que parar no mesmo lugar, ao lado de uma bandeira gigantesca da França. Dali fomos caminhando até o Trocadéro (às costas da torre Eiffel), para ver o outro cartão postal da cidade.

12476388_1059788547417497_160788511_n
Torre Eiffel

Conforme vai se avançando pelas ruas, a torre Eiffel vai surgindo por trás dos prédios. A partir de agora é preciso ter cuidado com os ‘ataques’. São inúmeros africanos vendendo miniaturas da torre (sempre mais baratas que nas bancas), indianas falando em inglês e pedindo para fazer uma enquete (na dúvida, pensei que fosse golpe e preferi não parar para responder) e outros africanos pedindo para lhe atar uma corda nos dedos e saudando com: “Hakuna Matata!”. A todos eles, disse apenas “Non! Merci!”, e segui o caminho. Já na torre, optamos por subir pelas escadas – porque o elevador é € 10 mais caro (17), mas também porque as filas eram gigantescas. O trajeto é bem cansativo, mas a visão lá de cima é sensacional. Fomos até o primeiro andar, mas já deu pra ter uma noção. Se você sofre de vertigem, não recomendo! Ao descermos, seguimos pelo Champ de Mars até nos depararmos com o ‘Muro da Paz’ – um monumento erguido por árabes e que estava bem danificado, com vidros quebrados e grades retorcidas. Quem sabe, uma retaliação aos atentados de 2015.

12821964_1059788497417502_1384036774_n
Tumba de Napoleão

Algumas quadras dali, estão os Museus dos Inválidos e da Guerra. Ficam no mesmo espaço e vale muito a visita. No primeiro, estão sepultados antigos marechais franceses e no meio deles todos a tumba de Napoleão Bonaparte. A arquitetura é genial, porque ele fica abaixo dos demais, fazendo com que você se curve diante do parapeito para vê-lo. Seguindo pelos corredores, inúmeras exposições, de armaduras medievais, de samurais japoneses, de fardas da época da monarquia e da Primeira e Segunda Guerras Mundiais. Um material histórico sensacional! Ao lado dele, está o Museu Rodin. Outro que vale a visita. Consiste em um jardim, com esculturas de bronze em meio às árvores. Entre elas, ‘O Pensador’ e ‘A Porta do Inferno’. Em ambos, usamos o ‘Paris Museum Pass’ para evitar filas e a compra de tickets.

12822094_1059787974084221_1471221091_n
Chama da Liberdade, que recebe homenagens a ‘Lady Di’

Para terminar o passeio, aguentamos um pouco mais a dor nas pernas e demos uma bela caminhada até a Ponte de l’Alma. Foi ali que a Princesa Dia morreu, em acidente de carro, em 1997. Por isso, até hoje, o lugar recebe homenagens a ela. Em cima do túnel, há a ‘Chama da Liberdade’ (réplica da que segura a estátua de Nova York), onde as pessoas depositam fotos e textos até hoje para homenagear a ‘Lady Di’. Depois deste passeio incrível, com imagens e aulas de história, hora de pegar o metrô e voltar ao hotel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s