Presidente eleito! A culpa não foi minha

bazar
Foto publicada por José Aldo Pinheiro no Facebook

No dia de hoje, votei. Ocorreu a eleição do presidente da Aceg (Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos). Concorreram as chapas ‘capitaneadas’ por Edgar Vaz e José Aveline – das quais, venceu a primeira. Durante o tempo que antecedeu o pleito, embora tenha sido chamado por vários amigos dos dois lados, teimei em não abrir voto e muito menos fazer campanha para qualquer um. Observei, ouvi e votei pela minha consciência. Por isso, sinto-me tranquilo para dizer: se alguma coisa der errado, a culpa não foi minha!

Isso não quer dizer que não votei em Edgar Vaz e que, se sua administração falhar, eu estarei isento de culpa por ter escolhido ao Aveline. Nem uma coisa, nem outra. Já disse que não vou abrir voto, porque tenho respeito por ambos, e seus demais companheiros que se candidataram junto. Acredito que todos estavam em busca do melhor, com suas propostas, defesas de teses e programas idealizados. O que quero dizer é que, se houver falha, foi a administração eleita que falhou. E não eu! Se houver desonestidade, a culpa também não é minha. Não votei em nenhum dos dois por querer corrupção na entidade. Se isso realmente vier a acontecer, eles é que falharam comigo. Eles é que prometeram algo e não cumpriram. Eles é que devem se sentir culpados pela falta de capacidade ou avareza. A culpa não é minha e nem de nenhum dos 134 associados que compareceram à sede para votar. Eu seguirei dormindo tranquilo – triste, é verdade, se eles realmente pensaram (ou pensarem) em se locupletar.

Espero, sinceramente, que não seja o caso de nos lamentarmos. Espero que tenhamos conseguido, todos juntos, escolher o melhor. Confesso que esperava encontrar um clima mais bélico nesta tarde – talvez infectado pelos sintomas da política-partidária que assola o país. Entretanto, não. Vi o contrário! Vi e vivi um clima de total democracia, em que ‘rivais’ de chapas dividiam a mesma sala pacificamente, conversando e rindo. Profissionais de diferentes empresas, até concorrentes! Que este seja o indício de que podemos ter um convívio limpo e saudável. É isso o que tenho a falar sobre as eleições da Aceg e sobre as demais eleições que participei na vida. Que nunca nos faltem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s