Brasil unificado: contra a corrupção ou em nome dela?

bazar01

Foto: Fernando Bizerra Jr. (EFE/El País.com.br)

Quase fui convencido de que os políticos do Brasil estavam se unindo para acabar com a corrupção. Quase colocaram-me na cabeça que, com o PT sendo excomungado’, ficaríamos livres dos Mensalões, Lava-Jato, Zelotes e etc. Pois ainda não descobri se o país está se unificando contra ou em nome da corrupção. Pois o tapete que está se estendendo é largo e, aos poucos, está sendo levantado. A sujeira está sendo varrida pouco a pouco para baixo dele. Haja gavetas!

Você, que é a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, pode até não ser um golpista como bradam os petistas. Afinal de contas, nem todos os insatisfeitos com o governo são contra a democracia. Contudo, temos de dar o braço a torcer: há um golpe político em curso. Não fosse isso, o PSDB de Aécio Neves (principal denunciante da utilização da máquina pública em favor da situação nas últimas eleições), não estaria negociando cargos com o PMDB para virar governo. Golpistas! Ou há outro nome para quem apóia o afastamento da presidente da República para, no dia seguinte, virar governo sem o voto do povo? Aí ouço Fernando Henrique Cardoso falar em unificação em nome de uma emergência nacional. Mas então por que não sentaram com o PT, para propor saídas políticas para a crise? Convenhamos, a unificação nacional não é o xis da questão!

E o que falar da notícia publicada há um dia, de uma reunião entre Jorge Gerdau e Michel Temer? Segundo o publicado, o empresário apresentou algumas propostas para sair da crise econômica. Lindo! Não fosse a empresa siderúrgica que leva seu sobrenome (e da qual ele é presidente do conselho de administração) ser uma das investigadas por tentar sonegar impostos no valor de R$ 1,5 bilhão. A empresa nega, claro. Mas eu pergunto: não é imoral para o possível futuro presidente reunir-se com o representante de um dos investigados pela Polícia Federal? Para finalizar, questiono: por onde anda Sérgio Moro? A última vez que se ouviu falar do juiz – que ganhou notoriedade pelos grampos telefônicos e a condução coercitiva de Lula -, ele estava presente em um jantar de gala da revista Time, em Nova Iorque. Justo agora em que o PT está prestes a sair do governo e todo o pó poderia ser varrido, ele abanadona as páginas policiais para ocupar a coluna social?! Sinto dizer, minha gente, que todos fomos enganados. Eu pelo PT, que aplicou o mesmo jogo de conluio com empreiteiras e Sarneys. Agora vocês, pelos novos caçadores de marajás. Ah, por falar nisso, você leu que o ex-presidente e agora senador Fernando Collor apresentou proposta de “reconstrução” do Brasil a Temer? Era melhor ser surdo, cego, mudo e louco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s